sexta-feira, 24 de julho de 2015

Sorrindo ...

 Prá não dizer que não tirei o  "nós"  do meu vocabulário !  ... 

Viver em sociedade é um desafio porque às vezes ficamos presos a determinadas normas que nos obrigam a seguir regras limitadoras do nosso ser ou do nosso não-ser... 
Quero dizer com isso que nós temos, no mínimo, duas personalidades: a objetiva, que todos ao nosso redor conhece; e a subjetiva... Em alguns momentos, esta se mostra tão misteriosa que se perguntarmos - Quem somos? Não saberemos dizer ao certo!!!
Agora de uma coisa eu tenho certeza: sempre devemos ser autênticos, as pessoas precisam nos aceitar pelo que somos e não pelo que parecemos ser... Aqui reside o eterno conflito da aparência x essência. E você... O que pensa disso? 


Que desafio, hein?
"... Nunca sofra por não ser uma coisa ou por sê-la...  Lispector

Emoticon wink

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Quem entende ?

Os homens têm uma existência infinitamente mais leve; confundem desejo com amor. As mulheres não têm a mesma sorte. Os homens sabem como encontrar soluções fáceis para todas as questões e muito poucos têm a coragem de Rilke, que sempre preferiu as soluções difíceis porque acreditava que é no difícil que tudo cabe.
(Rebelo)

O Ser escolhido ...

Não amamos quem queremos, como queremos e porque queremos. Amamos como podemos, e muitas vezes contra a nossa vontade, remando contra todas as marés, envoltos no mistério de uma escolha que não é feita por nós, mas por uma força que nos é superior à qual os místicos chamam destino, os cientistas chamam química e os portugueses chamam fado.

Amor não é interesse, porque quem tem interesse por outra pessoa raramente gosta dela.
(Rebelo)

terça-feira, 14 de julho de 2015

Os Ombros Suportam o Mundo

fazes de conta que és feliz ?"

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.
Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.
Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teus ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossegue
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.
Carlos Drummond de Andrade

SERVIDOS?

SERVIDOS?
Faço o sinal da cruz,
rezo a oração do Espírito Santo,
mentalizo, medito, todos os dias.
Busco meu equilíbrio no balanço da praça,
acho divertido, tem mais sentido,
ventinho na face, brisa gostosa,
me sinto até dengosa!
Me alimento de salada espiritual,
sem água benta,
mas tem o tempero do sal,
são as lágrimas que correm.
Primeiro ranjo os dentes,
depois passo a língua nos lábios,
salgando a minha boca,
nem sempre doce, gosto de pimenta,
mas sou bem alimentada, espiritualmente.
Servidos? Experimenta!

Regina Zamora
Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T4532488
Classificação de conteúdo: seguro

CONTRATO PARTICULAR Reggina Moon

Cláusula I :
Todo o ser humano terá o direito de sonhar, mesmo que esse sonho seja impossível.
Cláusula II :
Todos os dias de sol deverão permanecer em nossa imaginação nos dias de chuva.
Cláusula III :
Todas as lágrimas serão recompensadas com gestos de carinho e amparo.
Cláusula IV :
Todas as saudades se transformarão em longos e afetuosos abraços.
Cláusula V :
Todo o perdão será a sua maior riqueza e sinônimo de paz.
Cláusula Final :
Todos terão o direito de acreditar no amor e receber amor de volta.
Parágrafo ùnico:
A amizade será eterna, mesmo que a distância os separem.
(ref. Thiago de Mello)