sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Final Infeliz.

A vida não é isso !
Acorda !
Desperta de seu sono, 
Encara a vida real.
Seja dono de si mesmo!
Vê que amor não é isso,
Não é sentir pena,  ser enganado e ainda viver em prisão! 
Que idiotice! Quanta tortura!  Que desilusão! 
Ah !  Quem sabe seja isso mesmo o que você  mereça.
Leve sua vida, finge que ama e que recebe o que chama de amor. O tempo passa e...
Termina a vida na sua serena maneira de ver o tempo  passar assim...
Um nada,  sem fim...até o fim !




quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Uma Flor - Reggina Moon


Mas são apenas dias...

Não tem problema não
Do ontem eu aprendi
A fazer do meu hoje
A promessa do amanhã
Mas talvez eu me condene
E nunca sequer entenda
O que se passou por fim.
Ah, eu e meu coração
Que raramente falamos
Ele vive batendo de amor
E eu acalmando a dor
Assim vamos partindo
Juntando o que não sobrou
Mas são apenas dias...
Foto de Reggina Moon.E a quem importa, enfim
Toda essa minha verdade
Ou minha história de amor?
E eu que nem santa sou
Na pouca fé que restou
Sei bem entender o valor
Quando se entrega uma flor
A quem só perdeu por amor!

[Reggina Moon]

terça-feira, 10 de novembro de 2015

"Põe-me como selo sobre o teu coração, como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte..."cantares 8:6a
Depois do abraço ninguém notava.  Mas,  voltávamos   trocados.  Um levando o coração do outro. 
Jaya Magalhães

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Renúncias

Ah, essas minhas palavras
Que me fazem ter coragem
De sempre lutar, amar e errar

E quem carrega a verdade
De aos outros poder julgar?
Entrego meus desejos
Mas nunca desisto de mim
Desisto até de um amor
Mas não desisto da guerra
Meus ideais são de ferro
Na minha solidão de justiça
E mesmo assim, eu amo
Aprendi com tudo que sou
Que mais vale estar só
Do que morrer na tristeza
De enganar-se por amor!
Quero poder acordar
Para meu filho poder olhar
Repleta de honra e orgulho
De ter sido o melhor exemplo
Apesar de meus tantos erros!
Ah, a mentira não é nada
Quando estamos em paz
Com o nosso coração!
Nas renúncias dolorosas
Destinos interrompidos
Separação inevitável
Por interferências tantas
Mas eu luto e brigo, sempre
Em nome da justiça e do amor
Somente assim, eu sei viver!

[Reggina Moon]

Prossigo

E assim prossigo
Tentando alcançar
O mais alto em mim
Contra as avalanches
Sobrevoando vales
Anoitecendo as fases
E assim prossigo
Um tanto sem graça
Meio sem motivos
Desfazendo as malas
Escondendo os sonhos
Nem feliz nem triste
E assim prossigo
A esperança insiste
Silenciosamente espero
Que o amor exista
Antes que eu desista
De recomeçar...

[Reggina Moon]