domingo, 16 de abril de 2017

Abismos,

Abismos
Percorri o céu,
e o centro da Terra,
procurando algum abrigo,
mas me recolhi
solitária
ao centro do meu peito...

Ao meu amor,
misterioso e extremo,
dedico
o final e o recomeço...

Expulsando a tristeza,
com espantosa
ousadia,
grito bem alto sobre o penhasco,
e novamente me atiro,
nos braços
de amorosos abismos...

reggina moon

Nenhum comentário: